Mercado financeiro: quais são as diferenças entre ações ordinárias e ações preferenciais?

As ações estão entre as formas de investimento em renda variável. Com negociação na Bolsa de Valores, em caso de lucro, os investidores ganham pela valorização dos papéis que possuem, além da arrecadação com possíveis dividendos

As ações são emitidas por empresas que estão em busca de captação de recursos para a realização de novos projetos ou ações que possibilitem a expansão ou a modernização da companhia, por exemplo. Na prática, quando você compra os papéis de uma empresa, torna-se sócio dela, ainda que a sua participação possa ser pequena. 

Ao abrir o seu capital na Bolsa de Valores, a empresa pode alcançar um diferencial frente às concorrentes. Ao estar disposta a comercializar ações, a companhia dá maior transparência à sua condução, o que melhora a sua reputação no mercado e entre os consumidores finais. 

Tipos de papéis - Ao buscar investimento privado em uma negociação na Bolsa de Valores, a empresa em questão participa de uma oferta pública inicial. As ações postas à negociação podem ser de duas naturezas distintas: ordinárias (ON) ou preferenciais (PN).  Cabe à companhia decidir o que poderá ser negociado. Vamos às diferenças: 

  • Ações ordinárias: são identificadas pela sigla 3. Este tipo de papel permite ao acionista participar da gestão da companhia, com direito a voto em assembleias. Vale ressaltar que esta participação leva em consideração o volume de ações de cada investidor, sendo proporcional a ele. Além disso, as ações ordinárias garantem proteção aos sócios minoritários (tag along) em caso de mudança na composição societária majoritária. Neste caso, os sócios ordinários podem vender as suas ações ao novo proprietário.
  • Ações preferenciais: como o próprio nome já indica, estes papéis têm preferência na distribuição dos rendimentos em relação às ações ordinárias. Esta prioridade é ofertada como um elemento de compensação, já que este acionista não tem poder de voto nas decisões da assembleia. Em caso de falência da empresa, o ressarcimento deste investidor também é prioritário em relação ao proprietário das ações operacionais. Por possuírem maior liquidez, estes papéis são considerados mais vantajosos a pequenos investidores, já que possuem uma negociação mais rápida. 

Vantagens das ações - Como tipo de investimento, têm potencial de boa rentabilidade no longo prazo e não exigem valores muito altos para o investimento. Além disso, este investidor recebe dividendos frequentemente, tem liberdade para decidir quando compra ou vende ações e existe a possibilidade de conseguir um rendimento extra com o empréstimo de ações. 

Com informações da B3*

Leia também: 

Mercado de ações: Investidor deve fazer controle mensal de rendimentos

compartilhar

Cadastro concluído com sucesso!

Aguarde: em breve um de nossos especialistas entrará em contato.

Voltar para home

Por gentileza verifique os campos
destacados em vermelho

Tentar novamente